Visão

Promover o desenvolvimento socioeconómico do povo angolano através da geração de novas fontes de rendimento para o Estado.

Missão

Gerar rendimentos financeiros sustentáveis de curto, médio e longo prazos, que beneficiem a economia e a indústria nacional, através da gestão eficiente de um portefólio diversificado de investimentos.

 

Como
funciona o

FSDEA

1

Dotação recebida das receitas do Petróleo

2

Investimentos para gerar retorno a longo prazo

3

Geração de riqueza para os angolanos

Principais Marcos

2008

José Eduardo dos Santos, na altura Presidente de Angola, anuncia o estabelecimento de uma comissão especial no sentido de criar as bases para um novo Fundo Soberano de Riqueza (FSR) que tinha como finalidade promover o crescimento, a prosperidade e o desenvolvimento socioeconómico em Angola.

2011

Com a finalidade de promover, fomentar e apoiar, na República de Angola e no estrangeiro, o investimento no desenvolvimento de projectos nos sectores da energia e água e noutros sectores considerados estratégicos é criado o Fundo Petrolífero, em conformidade com o disposto na lei do Orçamento geral do Estado, aprovada pela lei n.º 26/10, de 28 de Dezembro, abreviadamente designado por FP ou Fundo.

2012

O Fundo estabelecido como uma instituição pública de Angola recebe uma dotação inicial de 5 biliões de USD. No dia 30 de Janeiro 2012, o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, nomeou o 1.º Conselho Administrativo do Fundo Petrolífero: Armando Manuel - Presidente do Conselho de Administração José Filomeno dos Santos - Administrador Executivo Hugo Miguel Évora Gonçalves - Administrador Executivo O Fundo foi estabelecido em conformidade com as normas internacionais de governação e as boas práticas que constam nos Princípios de Santiago.

1

Ajudar a manter um sistema financeiro estável a nível global e um fluxo livre do capital e do investimento;

2

Cumprir com todas as exigências regulamentares e em matéria de informações nos países onde se investe;

3

Investir com base nos riscos económicos e financeiros e nos aspectos relacionados com os rendimentos;

4

Manter em vigor uma estrutura de governação sólida e transparente que prevê controles operacionais adequados, gestão de riscos e prestação de contas.


Balanço Social

Número de Funcionários por Unidade Orgânica
Ano 2017-18
  • CA
  • GPDA
  • D.Invest.
  • D.G.R
  • D.Oper.
Instant SSL Pro